janeiro 05, 2010

Julie & Julia

Desde que eu vi o trailer desse filme, estava louca para assisti-lo. Correria de final de ano, horários que não fechavam, falta de companhia e os vários finais de semana longe de Porto Alegre me atrapalharam um pouco. Ontem, no primeiro dia útil do ano, decidi fazer algo que nunca tinha feito. Fui ao cinema sozinha. Ver Julie & Julia.


O filme é sensacional. Mostra a história de duas mulheres inquietas, que estavam cansadas de suas vidas pacatas. Como é fácil se acomodar, não? Dia após dia. Fazer o mesmo. Se contentar com aquilo que está a sua frente. Tem pessoas que sabem e sentem que o que estão fazendo não está certo (doesn't feel right). Mas é difícil sair do mesmo. Como ser diferente? O caminho nem sempre é claro, e não é fácil desviar e escolher outro. Afinal, que outras opções teriam?

No filme, a culinária foi a forma de escape. A Julie através de aulas, a Julia pelo blog. Não foi fácil pra nenhuma delas, mas o ponto-chave foi a atitude, o desejo. Mais do que a Culinária. Foi essa inquietação e a ação. Essas dúvidas existenciais que estão presentes em todo o filme são bem bacanas. Até em relação as expectativas sobre o blog. É bem bacana!

No caso de Julia, a primeira conclusão que me vem a cabeça é: parece muito fácil. Como ainda têm pessoas que não são felizes? Ou que ainda estão desempregadas? Uma boa ideia e um bom canal fez com que mudasse tudo. (Até parece que isso fácil, mas será que é tão difícil?).

Enfim, sai com uma sensação muito boa. Uma inquietação. Esse é o meu grande desejo de 2010. Nada de acomodação. Em todos os apectos. No longo e no curto prazo.

Ir ao cinema sozinha, foi um pequeno ato, mas que representa essa minha nova filosofia. Até porque, sinceramente, eu não queria mesmo mais ninguém ali: só eu, Julie e Julia.

#ficaadica

Um comentário:

Mi disse...

eu tbém ameeeeeeei esse filme!! e o q é o glamour da vida na frança??? bjos!